Mãe, a única amiga que nunca te irá abandonar

pub

O amor é um sentimento extraordinário e universal, é um sentimento que pode unir qualquer pessoa a outra, em todas as suas formas, tanto quando liga dois parceiros como quando se manifesta como afeto entre familiares. Entre esses, no entanto, o maior, o mais profundo e o mais intenso é certamente o da mãe pelo seu filho ou pela sua filha. É algo imenso, incondicional, que já começa quando uma mulher sente a vida crescendo dentro de si mesma e continua para sempre.

O instinto inato de proteção, a conexão indissolúvel entre corpos e almas não é fácil de explicar por palavras, tanto que geralmente se diz “tu vais descobrir o que significa amar de verdade quando tu te tornares mãe”. Mas a mãe não é apenas alguém que dá à luz a uma criança, mas também alguém que a nutre, alimenta e defende de tudo, até ao ponto de sacrificar a sua vida.

A vida de uma mulher, o seu mundo inteiro, muda radicalmente antes e depois de ter um filho. Descobrimos a alegria e a responsabilidade de possuir o tesouro mais precioso, felicidade misturada com preocupação, alegria misturada com medo. Tudo porque uma mãe sempre quer o melhor para o seu bebê e nunca descobriu o que é dor e decepção.

Uma mãe é capaz de ter e demonstrar uma incrível força e coragem, lutando contra qualquer adversidade, impulsionada pelo desejo de dedicar cada respiração ao seu filho.

Muitas vezes há quem critique o apego excessivo, “amor demais”, mas a mãe nunca deve se limitar, deve deixar a natureza seguir o seu curso.

Na profissão de mãe, uma mulher pode certamente cometer erros, mas guiada pelo coração e pelo bem ilimitado pelo seu filho nunca falhará. Ela estará presente sempre que o seu filho precisar, esquecendo a fadiga, apesar das dificuldades.

No bem e no mal, uma mãe sempre estará ao lado do seu próprio filho, mesmo quando adulto, continuando a ver o seu filho como uma eterna criança. Graças a tudo isto e muito mais, os agradecimentos não são suficientes e uma mãe nem os espera, porque tudo já foi pago antecipadamente no dia em que o seu filho veio ao mundo.

Por: Angie Steele (traduzido e adaptado)

Partilha com as tuas amigas:

Relacionados:

Comentários: