São estes os alimentos que deves comer para acelerar o crescimento do cabelo!

Assim como é importante incluir na nossa dieta alimentos que favoreçam a nossa saúde capilar, é fundamental evitar todos aqueles que possam ser prejudiciais para o crescimento do cabelo.

Se quiser acelerar o crescimento do cabelo e já não sabe o que fazer, presta atenção, porque talvez o que falte seja mudar a dieta.

Em muitos casos, nossa alimentação nos oferece tudo o que necessitamos para resolver os nossos pequenos problemas.

1. Salmão

O salmão é um peixe rico em ácidos graxos ômega 3, um nutriente que se encarrega de fortalecer os folículos e estimular o crescimento do cabelo.

Várias pesquisas científicas demonstraram que, se estes ácidos forem consumidos regularmente, durante seis meses, diminui-se a fase telógena, ou seja, a fase de repouso dos folículos pilosos posterior à catágena.

  • Assim, o consumo de alimentos ricos em ômega 3 ajudará a reativar o crescimento.
  • Além disso, o salmão também é rico em vitamina B12 e ferro, que também ajudam nesta tarefa.

2. Frango para estimular o crescimento dos cabelos

O frango é um tipo de carne rica em proteína animal, fundamental para produzir queratina, substância que compõe cerca de 80% dos fios.

  • Se sofrer com a deficiência desta proteína durante 2 ou 3 meses, o cabelo deixa de crescer no seu ritmo habitual, e aparece a queda.

Outras carnes que também podem servir para aumentar o consumo de proteína animal são as de peru e coelho.

3. Amêndoas

Este tipo de fruta seca é rica em vitamina E, um nutriente que ajuda a activar o crescimento dos cabelos e fortalecê-lo.

  • Basta consumir cerca de 20 amêndoas por dia para obter até 70% da quantidade diária recomendada desta vitamina.

Também são ricas em várias outras substâncias muito recomendadas para o cabelo, como a biotina, os ácidos graxos e as vitaminas do grupo B.

4. Ostras

As ostras não apenas são deliciosas, como também fazem muito bem ao nosso cabelo.

Trata-se de um alimento bastante rico em zinco, que ajuda os nossos cabelos a crescerem mais rápido e a terem mais brilho.

Basta consumir uma ostra por dia para obter a dose recomendada deste mineral.

Se não puder comer ostras todos os dias, há outras opções ricas em zinco que também são muito adequadas para favorecer o crescimento dos cabelos. Por exemplo:

  • Trigo
  • Fígado
  • Carne de caça
  • Carne de porco

5. Sementes de abóbora

As sementes de abóbora são ricas em vitaminas do grupo B, ideais para favorecer o crescimento dos cabelos, assim como para melhorar o estado do couro cabeludo.

  • Para evitar a queda dos cabelos, terá que introduzir em sua dieta o óleo de abóbora. Graças as suas propriedades, é um grande complemento para combater problemas como a alopecia.

6. Lentilhas

As lentilhas contêm uma boa quantidade de ferro, um dos nutrientes essenciais para garantirmos um crescimento saudável dos cabelos.

Uma porção de lentilhas contém aproximadamente a metade da dose diária recomendada deste nutriente.

Além disso, as lentilhas são ricas em zinco e colina, fundamentais para normalizar a circulação sanguínea do couro cabeludo.

7. Ovo

O ovo é um dos alimentos com maior teor de proteínas que podemos encontrar, além de nos fornecer uma quantidade significativa de vitamina B12.

Se consome este alimento regularmente, seus cabelos crescerão mais fortes do que nunca e muito rapidamente.

Alimentos pouco recomendáveis

Assim como existem alimentos que podem estimular o crescimento, existem outros que devemos evitar se o nosso objectivo é ter um cabelo saudável, forte e que cresça em um bom ritmo.

São eles os alimentos processados, refinados, e com alto teor de açúcar e carboidratos.

  • Trata-se de uma série de produtos que provocam inchaço, alteram os níveis hormonais e que favorecem o aparecimento de infecções causadas por fungos, uma das causas da queda dos cabelos.

Quanto ao açúcar, vale dizer que é um dos factores que, junto com o stress, pode acabar provocando a perda excessiva de cabelos, e até o rompimento dos folículos pilosos (causando, consequentemente, o deficit no crescimento).

Ainda que isso não signifique que devemos eliminar a ingestão de açúcares, já que têm outras propriedades, é bom levar tal facto em conta.

Só temos que saber nos controlar e não abusar na dieta deste tipo de produto, e substituí-los por outros alternativas mais saudáveis, como frutas, verduras, legumes e grãos integrais. Lembrando que estes alimentos mais saudáveis já nos oferecem toda a porção de açúcares de que o corpo necessita.

Partilha com as tuas amigas:

Mais dicas:

Comentários: