Verdades sobre a cesariana que só as mulheres que fizeram podem conhecer!

As mulheres que se submeteram a uma cesariana conhecem aspectos da gravidez que certamente não aparecem no caso de um parto natural.

Embora as mulheres tenham um certo grau de liberdade para decidir como dar à luz. Seja de forma natural ou com uma cesariana, a última palavra ainda é dos médicos que avaliarão a opção mais segura para a mãe e a criança.

1. A cesariana é um procedimento cirúrgico e, como tal, tem consequências:

Costuma-se dizer que a cesariana é uma forma indolor de dar à luz filhos. No momento do nascimento, é indolor, mas a dor começa imediatamente após o desaparecimento do efeito da anestesia. A cesariana é uma cirurgia e pode ser muito perigosa nas condições de uma mulher em trabalho de parto.
Além disso, de modo algum os parentes da mulher podem estar perto dela no momento do parto. As mulheres que dão à luz com uma cesariana devem encontrar força e enfrentar os momentos de alegria e dor longe de seus entes queridos. Apenas a impaciência de abraçar a criança consegue superar o medo de que algo não vá na direção certa.

2. Não podemos dizer que a operação correu bem logo após o nascimento da criança:

Como em qualquer outra operação cirúrgica, o momento em que se pode dizer que tudo correu de acordo com os procedimentos não é aquele em que o bebé vem ao mundo. Ao contrário do parto natural, os momentos após o nascimento são momentos de apreensão: a operação termina oficialmente quando a anestesia desaparece completamente.
O que muitos esquecem, além disso, é o fato de a mãe estar acordada durante a operação e, embora não sinta dor real, percebe todos os movimentos que ocorrem fora e dentro de sua barriga: e não é uma sensação prazerosa.

3. Lidar com a recuperação pós-parto é muito doloroso, mas as mães encaram isso com orgulho:

Ter um filho revoluciona completamente a vida de alguém.  Imagine ter que enfrentar os primeiros dias de um bebé acompanhado de uma forte dor e desconforto – o que é causado pelos pontos que fecham a ferida.

É claro que as mulheres que se submeteram a uma cesariana viveram de maneira completamente diferente a experiência do parto:

Apesar da dor, a tristeza por não ter tido a oportunidade de “sentir” o nascimento e não ter pelo menos um ente querido por perto durante todo o tempo do parto, as mães ainda estão lá sorrindo, pelo incrível entusiasmo de finalmente ver seu filho pela primeira vez.

Partilha com as tuas amigas:

Mais dicas:

Comentários: