Ikigai – É este o segredo japonês para viver mais e melhor!

pub

O ikigai é a nossa razão de ser, e quanto antes soubermos reconhecê-lo, antes poderemos começar a desempenhar a nossa função no mundo e avançar sem perder tempo.

O Ikigai é o que se conhece como “razão de ser”, e na cultura japonesa acredita-se que cada um de nós possui um ikigai.

Esta palavra desconhecida por muitos faz referência àquilo que dá sentido à nossa vida. Qual é o nosso objetivo? Para que estamos aqui?

Essa razão de ser está em cada um de nós, nasce connosco. No entanto, há um problema.

A problemática do ikigai é que, ainda que todos o tenhamos, nem todos conseguimos encontrá-lo. Para alguns leva anos, para outros apenas meses, e há ainda os que conhecem a sua razão de ser desde pequenos.

Procure o seu ikigai e seja feliz

Segundo a cultura japonesa, uma vez que tenha encontrado o seu ikigai é impossível que você não seja feliz. Quando encontra o que dá sentido à vida, levanta-se todos os dias com vontade e energia.

Esse é um problema que acomete muitas pessoas na cultura ocidental. Poucos conhecem a sua razão de ser, e por isso, vivem quase que por inércia.

Quer saber como procurar o seu ikigai, ou caso já tenha encontrado o seu, o que fazer para não o perder? Então esteja atento a estes pontos importantes.

Siga o seu ikigai

Ainda que não tenha encontrado o seu ikigai no momento, é importante que saiba que dentro de você há algo, uma paixão ou um talento ao qual você não tem prestado a devida atenção.

Por exemplo, talvez não tenha se dado conta de que possui um dom especial para motivar os seus amigos e que, talvez, o seu ikigai seja transformar-se em treinador ou em orador motivacional.

Procure dentro de você, esse é seu objetivo, e depois, persiga o seu ikigai em cada passo que andar.

Viva o momento presente

Como mencionamos anteriormente, existem muitas pessoas que vivem no piloto automático, algo que não acontece com aqueles que sabem qual é a sua razão de ser.

O motivo é que essas pessoas vivem o momento presente colocando de lado todos os pensamentos sobre o passado e o futuro que estão a ocupar um espaço valioso nas suas mentes.

Experimente praticar mindfullness ou algum tipo de meditação. Talvez você descubra o que dá sentido à sua vida quando menos esperar.

Não se conforme, mova-se

Às vezes nós queremos tirar férias para não fazer nada, ou simplesmente, adoraríamos ter dinheiro suficiente para não ter que trabalhar para viver.

No entanto, gastar e não fazer nada que nos enriqueça pessoalmente poderia se converter num tormento com o passar dos anos. Então, não se conforme.

Não se conforme com esse trabalho medíocre que não o preenche, não se conforme em fazer coisas medianamente bem. Esforce-se, supere-se e avance. Tenha algo a acrescentar a este mundo, não desperdice o seu tempo.

Faça aquilo que você ama

O que você gosta de fazer? Correr, tocar um instrumento, ler, viajar? Faça aquilo que você ama e não invente desculpas. Se você não se dedicar, perderá o seu ikigai e terá que voltar a procurá-lo.

Às vezes os “não tenho tempo”, “não tenho dinheiro” ou o “deixarei para depois” nos ajudam a postergar o que desejaríamos fazer aqui e agora.

Talvez acreditemos que viveremos eternamente, quando na realidade não é assim. Você se lembra de que é preciso viver o presente? Então deixe de postergar aquilo que você quer.

Cuide do seu entorno

O entorno é algo muito importante. Estarmos rodeados da natureza e passear por ela, privilegiar o ter amizades saudáveis ao nosso redor e ser positivo ajudará o seu ikigai.

Muitas vezes nos queixamos e mantemos ao nosso lado pessoas tóxicas… Para quê? Isso não nos serve de nada além de dar passos para trás.

Cuide do seu entorno, desfrute da natureza, e se dará conta de que tudo é muito mais simples do que parece e de que o seu ikigai está aí, na esquina.

Não encontrou a sua razão para se levantar todas as manhãs? Comece a ser mais positivo e a dar pequenos passos adiante, conheça-se melhor e, quando menos esperar, saberá para que está nesse mundo.

Partilha com as tuas amigas:

Outras Dicas:

Comentários: