10 Erros terríveis que podes estar a cometer ao educar os teus filhos! O #3 é a pior coisa que podes fazer!

Se já tentou todas as estratégias possíveis para que o seu filho lhe dê ouvidos e se comporte, mas não teve progresso, então pode estar a sabotar os seus esforços para discipliná-lo, ao cair num destes dez erros. Evite-os a todo o custo e observe como o seu filho se começa a comportar melhor.

Comecemos:

  • 1. Repreendê-lo em público

É claro que é necessário chamar a sua atenção se ele corre pela rua ou empurra outra criança, mas evite a todo o custo discipliná-lo em frente a outras pessoas. Ao fazer isso, ele ou ela pode estar mais preocupado com quem está a ouvir a conversa que no que está a tentar dizer. Procure um lugar reservado onde possam conversar sobre o que aconteceu, ou deixe claro que chegando a casa, terão que falar sobre o tema.

  • 2. Dar instruções vagas

Já disse mil vezes que não faça alguma coisa e ele parece não entender? Ele pode não estar a compreender claramente o que está a dizer. A directora do Centro para Crianças, Famílias e Comunidades da Universidade Central de Michigan aconselha que dê instruções específicas; diga ao seu filho o que ele DEVE fazer (“Por favor, coloque a camisola no cabide quando chegar”) em vez do que NÃO deve fazer (“Não deite as suas coisas para o chão). Desta maneira evitará confusões.

  • 3. Premiar as condutas erradas

Como pai, às vezes você escolhe o caminho mais fácil e promete um prémio aos seus filhos para que parem de fazer um berreiro por alguma coisa. Apesar de no começo parecer funcionar, a única coisa que estará a fazer é agradar uma conduta errada. Não se surpreenda se ele fizer uma birra da próxima vez que quiser algo. As crianças devem aprender que o comportamento adequado não deve ser recompensado: totalmente contrário.

  • 4. Não levar em conta as suas acções quando ele tem fome ou sono.

Não pode esperar que o seu filho tenha a melhor atitude quando está com fome. A fome faz com que seja difícil de se concentrar e pode contribuir para um comportamento inadequado. Tente o que a Dra. Reischer chama um “marcador de posição”. Reconheça imediatamente o que ele fez de errado (“Vi-te a atirar o brinquedo ao teu irmão”) e prometa que vão conversar depois (“Estás com fome, não? Vamos falar disso depois do lanche”). Este tipo de disciplina também funciona quando a criança está com sono, ou quando você está, pois se está cansado ou faminto, é provável que você também esteja de mau humor.

  • 5. Insistir, insistir, insistir

É claro que precisa mostrar que ele fez algo errado, mas as suas travessuras não precisam de uma lição de duas horas (provavelmente ele nem está a escutar o que está a falar). Em vez disso, apenas explique brevemente por que o que ele fez não foi uma boa ideia e deixe claro que ele não deve fazer de novo, e depois mude de tema.

  • 6. Ficar louca

É difícil conter a calma quando o seu filho atira os seus brincos favoritos pela sanita, mas gritar não irá solucionar as coisas. “As crianças não podem aprender uma lição quando você grita. Elas acabam por se fechar ou ficar mais bravas”, disse o Dr. Niec.

  • 7. Levar as coisas muito a sério

As crianças agem por muitas razões: elas têm pouco auto-controlo, gostam de testar os limites e precisam da sua atenção. Mas isso não quer dizer que elas não te amam. “Muitas vezes o mau comportamento é porque a criança está a tentar conseguir o que quer, seja afecto, um gelado, ou mais cinco minutos a brincar”, disse o Dr. Reischer. Irritar-se desnecessariamente pode fazer com que você se pareça menos afectuoso. Mantenha as demonstrações de carinho, mas também deixe claro que você a respeita e que espera o mesmo da sua parte.

  • 8. Fazer comparações

“A disciplina precisa estar focada na forma do seu filho agir, não o comparando com outra pessoa”, disse o Dr. Reischer. Evite a todo o custo comparar os seus filhos entre si ou com outra criança e, em vez disso, mostre quando fazem algo de bom.

  • 9. Castigos exagerados

É fácil exagerar quando está brava com o seu filho. De acordo com o Dr. Reischer, para que a disciplina seja eficiente, deve ser proporcional à conduta errada, não ao seu nível de frustração. Não só os castigos excessivos são injustos, mas também representam um enorme desafio para ser cumprido. Para evitar impor castigos irracionais, estabeleça regras em casa nas quais as consequências lógicas estejam previamente especificadas.

  • 10. Regras inconsistentes

“A inconsistência dá sinal de que você não está realmente no comando”, disse o Dr, Gardere. Também é confuso para uma criança. Se você se deixa magoar por ela quando está a brincar, pode sugerir que não há problemas em fazer isso quando ela está brava. Evite cair nesta armadilha reconsiderando as suas expectativas com regularidade.

Fonte: perfeito.guru/lbpfc-3151-10-terriveis-erros-que-talvez-voce-esteja-cometendo-ao-educar-seus-filhos
Partilha com as tuas amigas:

Mais dicas:

Comentários: