Nunca abandones a tua mãe, ela será tua eterna amiga e o teu único amor

pub

É indiscutível a importância das mães na vida dos seus filhos.

Nunca abandones a tua mãe, ela será tua eterna amiga e o teu único amor. É indiscutível a importância das mães na vida dos seus filhos, dia após dia podemos ver e ouvir as histórias de mulheres que seriam capazes de literalmente dar sua vida pelos filhos.

Entretanto, será que conseguimos compreender de facto esta importância que as mães têm? Como a presença da mãe na vida dos filhos pode influenciar o teu destino? Por que razão as mães são o maior amor que temos na vida? Vamos refletir um pouco mais sobre o assunto!

Segundo John Bowlby, a relação da mãe com o bebé será a base para todas as relações futuras e o bebé a reconhece como uma protectora, um porto seguro. Isso não muda na infância, adolescência ou vida adulta.

Quando há uma relação saudável entre mãe e filhos, ela continua a ser o porto seguro mesmo depois que os filhos crescem. Aquela com quem os filhos sempre poderão contar.

A maneira como vivenciamos a relação mãe-filho, vai influenciar diretamente como vamos lidar com as pessoas ao nosso redor e no tipo de pessoa que seremos na vida adulta.

Importância da mãe na nossa saúde emocional

As experiências vivenciadas durante o desenvolvimento humano são significativas para consolidar a maturidade emocional e quem nos ajuda nesta jornada, normalmente é a mãe ou cuidador mais próximo.

A Psicóloga Ana Carolina Monteiro Grasso explica: “A atenção da mãe é de extrema importância para o desenvolvimento psicológico. A mãe é quem oferece o cuidado, o carinho, o aconchego, o acolhimento e a atenção às necessidades do bebé”.

Sabemos que na sociedade contemporânea, diversas mulheres não tem o desejo pela maternidade e não estão dispostas a exercê-la, nesses casos, há privação do afecto materno na vida da criança, com consequências significativas para a tua vida e saúde emocional, uma vez que segundo a psicanálise, a mãe teria o papel fundamental de ensinar os filhos a amar.

Comprovadamente, as crianças que não possuem laços afetivos tendem a comportamentos destrutivos e até mesmo infratores como reflexo dessa ausência.

Além dos cuidados físicos, a mãe é quem transmite valores, princípios, hábitos e até mesmo influência na forma como vemos o mundo. Ela também nos ajuda a construir nossa auto-imagem.

Mãe: a nossa eterna amiga

Existe um provérbio judeu que afirma: “Uma mãe entende o que uma criança não diz”. Faz todo o sentido, não é mesmo?

Antes de aprendermos a falar, elas já sabiam das nossas necessidades e mesmo quando crescemos, elas continuam entendendo como ninguém as coisas que não conseguimos dizer. Muitas vezes só de olhar, reconhecem nossos pensamentos mais profundos.

Dizem que a mãe tem um “toque mágico” que nos ajuda a curar as feridas, tanto físicas como emocionais. Aquele beijinho que cura nossos ferimentos quando somos crianças é um exemplo.

E quando a vida surpreende de maneiras negativas, ela, a nossa eterna amiga, o nosso porto seguro está lá, presente para podermos ancorar e descansar das tempestades, ela nos ajuda a superar, a acreditar, a olhar para frente e ter alguma perspectiva na vida quando parece que o mundo todo desmoronou e o futuro parece tão incerto.

Ela é a amiga para quem corremos no fim de um relacionamento, nas perdas, nos momentos de decisões difíceis e que, mesmo discordando, irá nos amar incondicionalmente.

O amor de mãe: maior amor do mundo

Dizem que a primeira fonte de felicidade de uma criança é a tua mãe, isso também se confirma nos estudos de desenvolvimento infantil onde dizem que até os três anos a criança ainda não se compreende como indivíduo, mas como unido à mãe, ou seja, ela é a fonte!

O amor de mãe é capaz de tudo, em notícias sobre tragédias e desastres naturais, normalmente vemos histórias de mães que tiveram uma força sobrenatural para salvar seus filhos.

Em livros, filmes e séries as histórias de mães se disseminam pelo mundo todo: mães que acreditam, mães que se importam, mães que se doam, mães que enfrentam todo tipo de perigo em favor dos seus filhos, mães que trabalham duro pelo sustento de sua família, mães que superam todo e qualquer obstáculo.

E não é apenas ficção, além de muitas histórias reais apresentadas, as histórias contadas, mesmo que ficção, são baseadas em mulheres reais. Todo o escritor é influenciado pelas suas experiências pessoais, todo roteirista teve uma mãe!

A Dra. Brenda Hunter escreveu um livro inteiro dedicado a falar desse amor, o livro “The Power of Mother Love” (O poder do Amor de mãe). Ela defende no livro que este amor é ainda mais abrangente e mais poderoso do que a nossa cultura e sociedade possam ter percebido.

Nunca abandones a tua mãe

Uma quebra no relacionamento mãe-filho tem consequências muito negativas na vida. O distanciamento dos pais após a vida adulta é natural, quando os filhos vão para a faculdade, quando vão morar sozinhos, quando se casam ou quando se mudam para outra cidade acabam por ter uma certa distância física, no entanto, é importante não romper os laços, até mesmo porque a relação com os pais é a primeira relação mais importante na vida de uma pessoa.

Como falamos aqui, a relação que temos com a mãe, é fundamental, e não só por causa do que podemos receber (e com certeza é muita coisa), mas também porque após adultos, podemos também expressar o nosso amor e a gratidão por tudo o que nossa mãe representa em nossa vida de muitas formas.

Lembra-te que ser grato é um dos segredos para o teu sucesso. Uma pessoa que não é grata pelo que já tem, não consegue construir algo sólido na vida, pois sempre estará a buscar pelo que ainda não possui.

Assim é com a família, se tu expressas a tua gratidão por tudo o que a tua mãe representa, então terá sucesso nos demais relacionamentos.

Dizem que antes de casar com alguém, basta olhar como a pessoa trata a tua mãe e saberás se será feliz com essa pessoa.

Se alguém simplesmente abandonas a tua mãe, é um sinal de alerta de que provavelmente há feridas emocionais não resolvidas e isso será trazido para seus relacionamentos.

Resumindo, a nossa mãe é uma das figuras de maior importância na vida, o teu sorriso, o teu olhar, o teu companheirismo, os teus conselhos, os teus “puxões de orelha”, a tua percepção das coisas, o teu abraço, o teu afeto, as tuas orações, o teu toque carinhoso, a tua preocupação com o nosso bem-estar, os teus exemplos e tudo o que ela é, vão nos acompanhar por toda a vida.

Vão influenciar a forma como vemos o mundo à nossa volta, vão refletir na maneira que nos relacionamos com as pessoas presentes na nossa vida.

As memórias dos momentos com a nossa mãe vão promover cura para o nosso coração nos momentos de aflição e serão a força para nos impulsionar quando ela não estiver mais presente no nosso dia a dia.

Então escolha com sabedoria como vai aproveitar o tempo com a tua mãe. Sempre é tempo de construir memórias que serão bases importantes no teu futuro.

Sempre é tempo de fazer a tua mãe sorrir com um gesto de carinho e gratidão, leva ela passear, compra o teu lanche favorito, desfrutem de experiências juntos, partilhem hobbies e interesses, envia flores e presentes para ela, compra aquele livro que ela tanto quer, deixa ela participar dos momentos importantes da tua vida, viajem juntos.

Desfruta de cada momento com sua eterna amiga e grande amor!

Partilha com as tuas amigas:

Relacionados:

Comentários: