Saiba qual o biquíni ou fato de banho ideal para cada tipo de corpo

Peito grande, peito pequeno, cintura vincada ou barriga proeminente… na hora de escolher o biquíni ou fato de banho para a praia, surgem as preocupações em saber qual o modelo ideal.

Mesmo no areal, com pouca roupa e o corpo mais exposto, há formas de parecermos o nosso melhor e obter uma silhueta mais favorecedora que nos vai aumentar bastante os pontos de auto-confiança.

Para vos ajudar na difícil escolha do biquíni ou fato-de-banho ideais e mais adequados ao vosso corpo para ir a banhos, apresento-vos várias dicas para favorecer e equilibrar a silhueta de quem tem pernas mais curtas e de quem tem pernas mais longas; de quem tem a cintura pouco acentuada; de quem tem o traseiro maior e de quem o tem mais achatado; quem tem uma barriguinha mais proeminente; quem tem peito pequeno e para quem tem peito grande. Há solução para todos os casos!

Para quem tem as pernas mais curtas que o tronco e quer conseguir uma aparência de pernas mais longas na praia, deve:

– Escolher um fato-de-banho com a virilha mais alta que permite, assim, dar mais altura às pernas;

– Optar por cueca com laterais finas a mostrar mais pele, o que evita, assim, o efeito visual do corte na perna, potenciando o seu alongamento.

– A cueca de cintura subida também ajuda na ilusão de alongamento das pernas.

 

 

Para quem tem as pernas mais compridas que o tronco e quer, da mesma forma, equilibrar as proporções, deve:

– Optar por fatos-de-banho com tecido que cubra parte da anca, o que vai fazer um corte na perna e encurtá-la;

– Escolher biquínis de calção ou laterais da cueca largas que ao acabar mais em baixo na perna permitem a ilusão de menor comprimento;

– Cueca de biquíni com a cintura mais baixa também potencia um maior alongamento do tronco, com consequente menor altura para as pernas.

 

 

Para quem tem falta de cintura, as sugestões passam por criar a ilusão de uma ou, então, chamar a atenção para outra zona do corpo:

– Deve optar por usar fatos-de-banho que apresentem cortes na cintura proporcionados por diferenças de cores na horizontal, que criam, assim, a ilusão de uma cintura;

– Prefira riscas horizontais, cortes ou riscas diagonais e drapeados, já que ajudam a criar a ilusão de uma cintura acentuada;

– O triquíni, pelo formato que mostra as zonas da cintura com uma linha de tecido no centro, ajuda na criação de ilusão de cintura já que a atenção recai no centro do triquíni;

– Decotes pronunciados também fazem um bom efeito neste caso, já que o ponto de interesse é, justamente, o decote.

– No caso dos biquínis não há muito a fazer, obviamente, já que a zona da barriga está à mostra a revelar, assim, a cintura mais direita. Mas se usar uma parte de cima chamativa, com uma cor atraente, brilho ou motivos que captem o olhar, a atenção para a zona da cintura é desviada. E se usar uma cueca com laços ou volumes de lado vai criar uma sensação de existência de curvas.

As meninas que têm uma parte traseira mais proeminente, caso não sejam fãs de um look avantajado brasileiro (nada contra, mesmo!), para que consigam disfarçar esse volume indesejável, deverão:

– Não optar por uma cueca muito grande que tape o rabo todo. Normalmente a tendência é essa, mas quanto mais se tapa, maior parece. Nem muito grande, à ‘avó’, nem muito pequeno. Escolha um formato em triângulo de tamanho médio, de preferência, de cintura média, não muito descida;

– Evite cores mais claras, brilhos, riscas horizontais, padrões pequenos, aplicações e volumes como folhos, pois todos estes elementos contribuem para a ilusão de maior volume;

– Pelo contrário, se pretende criar a ilusão de menor volume, opte por usar nesta zona, cores mais escuras, mate, riscas verticais, por exemplo, que favorecem uma aparência menos ampla.
Nota: se também tiver anca larga, opte por uma cueca com fitas a apertar de lado. Parece contraditório, mas a verdade é que os lados mais finos marcam menos essa zona, dissimulam mais e suavizam as formas.

Quem tem o traseiro mais achatado e pretende disfarçar a falta de volume desta área, de forma a ficar mais proporcional ou simplesmente a sentir-se melhor, deve procurar fazer o contrário das dicas anteriores:

– Optar por usar cores mais claras, com brilho, aplicações e volumes, padrões grandes e de riscas horizontais, que todos estes elementos fazem maravilhas a dar a ilusão de volume;

– Ao usar uma cueca mais ampla e de cintura mais baixa também vai parecer que tem mais volume nessa zona;

Nota: se tiver também a anca estreita opte por uma cueca com os lados mais largos, que vão realçar mais a zona da anca e dar-lhe mais formas.

 

A quem possui uma barriguita, mais ou menos proeminente, e se não lhe ganhou afeição suficiente que a permita exibi-la sem complexos, mas pretende antes exibir uma figura mais favorecedora e segura, com as formas e proporções no sítio certo, siga as seguintes dicas para minimizar esta questão:

– Se optar por usar biquíni, escolha um modelo de cueca de cintura mais alta que cubra a zona da barriga. A tendência retro está muito em voga pelo que não terá dificuldade em encontrar estes modelos, e se aprecia uma estética à pin-up, então é ouro sobre azul;

– A outra opção é o uso, claro, de fato-de-banho que cobre a zona da barriga. O uso da peça única também continua na moda este Verão e há inúmeros modelos modernos e super-elegantes que pode escolher;

– Nos fatos-de-banho, o uso de drapeados na zona da barriga, padrões como riscas oblíquas ou motivos pouco volumosos que cubram também essa zona vão permitir disfarçar o volume indesejado.

– Considere ainda que cores escuras e neutras, sem brilho e padrões pequenos favorecem a ilusão de menor volume;

Quem tem peito pequeno e quer criar a ilusão de um peito maior, que a faça sentir que tem uma silhueta mais equilibrada e com maior auto-confiança na praia, deverá optar por:

 – Usar soutien do biquíni em formato triângulo ou fato de banho com decote em V pronunciado pois vão favorecer e chamar a atenção para esta zona e fazê-la parecer maior;

– Copas acolchoadas e alças finas que fazem sobressair o peito;

– Escolher cores mais claras, com brilho, riscas horizontais, padrões grandes na zona do peito, pois favorecem a ilusão de um peito maior;

– Volumes como folhos ou aplicações na zona do peito que também fazem esta zona parecer mais volumosa.

Finalmente, quem tem o peito grande e pretende que este tenha um bom suporte e fique bonito e harmonioso, também no areal, deve:

– O soutien do biquíni ou o fato-de-banho devem ter um bom suporte para peitos mais pesados, o ideal é ter um aro para que o peito não fique descaído e se mantenha firme, mesmo quando dá um mergulho ou uma tacada com a raquete;

– Deve usar o tamanho certo, claro, acomodando bem o peito no soutien para não correr o risco que ficar com alguma coisa de fora ao sair da água. O que poderia parecer um movimento sexy tal bond girl passaria a ser antes uma cena bastante embaraçosa;

– Como tem o peito maior e mais pesado deve optar por alças mais grossas que suportam melhor e são mais confortáveis para si;

– Opte também por usar cores mais escuras que vão dar a ilusão de que o peito não é tão volumoso;

– O decote em V no soutien do biquíni e os aros que marcam uma linha debaixo do peito são as melhores alternativas para quem tem o peito grande. Fique a saber que quanto mais tapa maior parece.

Sem desculpas de que não tem corpo apropriado para entrar no areal – tem um corpo, então, está mais do que pronta para as suas férias à beira-mar. É só escolher o tipo de biquíni ou fato-de-banho mais adequado ao seu tipo de corpo e caraterísticas específicas para parecer e sentir-se no seu melhor!

 

Segue a nossa página de facebook:



Vais Gostar de Ver

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.