Sedentarismo infantil – uma epidemia preocupante que aumenta cada vez mais!

O sedentarismo infantil é um problema que tem aumentando constantemente no mundo ocidental. Atualmente, a quantidade de crianças sedentárias ultrapassa a de crianças que se mantêm ativas.

O sedentarismo infantil é um problema crescente em quase todo o mundo, e é por isso que é classificado como uma epidemia. Essa situação ocorre devido a vários fatores, e também é um gatilho potencial para futuros problemas de saúde.

Num relatório recente, a Organização Mundial da Saúde observou que cerca de 70% dos meninos e até 88% das meninas com menos de 10 anos não fazem uma atividade física adequada para a sua idade diariamente. Isso significa que o estilo de vida sedentário afeta, em média, 79% das crianças.

A atividade física desempenha um papel fundamental para a saúde em todas as etapas da vida. No entanto, durante a infância, é um fator essencial para o desenvolvimento normal. Por isso, existe uma grande preocupação no setor médico diante do aumento gradual do sedentarismo infantil.

O sedentarismo infantil

Clubes que estimulam o desporto entre crianças são uma boa opção para combater o sedentarismo e a obesidade infantil, que andam de mãos dadas.

A palavra sedentário vem da raiz latina sedentarĭus, que significa “sentado”. O sedentarismo é definido de várias maneiras, e uma das mais aceitas classifica como sedentário quem gasta menos de 150kcal por dia em atividades físicas de intensidade moderada.

No caso do sedentarismo infantil, a Organização Mundial de Saúde indicou que uma criança é sedentária se fizer menos de 60 minutos de atividade física por dia. Estudos a esse respeito indicam que a grande maioria das crianças ocidentais não atinge essa cota de atividade diária.

O pior de tudo é que o sedentarismo em crianças geralmente é acompanhado por outros fatores prejudiciais, como uma alimentação inadequada. Isso, em conjunto, cria as condições para que o número de crianças obesas esteja em patamares nunca vistos antes, com todas as consequências que este fato implica.

Fatores de risco

O movimento contínuo durante a infância é um fator decisivo para o desenvolvimento psicomotor. Além disso, é o movimento que permite que a criança se descubra e descubra o mundo. Isso, por sua vez, influencia fortemente o desenvolvimento intelectual e psicossocial.

Por que o sedentarismo infantil está se tornando tão comum? Estes são alguns dos fatores que o favorecem:

  • Fatores fisiológicos: quanto mais as crianças se aproximam da puberdade, menos atividade física e mais atividade intelectual elas apresentam.
  • Fatores socioculturais: a mudança nas brincadeiras e na forma de diversão, bem como a falta de disponibilidade dos pais, influenciam o desenvolvimento de um estilo de vida mais sedentário. Além disso, o movimento das crianças não é suficientemente estimulado.
  • Fatores psicológicos: a falta de atividade física limita o desenvolvimento de habilidades e isso, por sua vez, faz com que as crianças se tornem mais sedentárias por causa da sua autopercepção de incompetência em atividades que exigem habilidade física.

Efeitos do sedentarismo infantil

O sedentarismo infantil gera inúmeras consequências negativas, e algumas delas têm efeitos a longo prazo. Entre outros problemas, os mais relevantes são:

  • Sobrepeso e obesidade: a falta de exercício, principalmente se estiver associada a uma nutrição inadequada, leva ao sobrepeso e à obesidade. Isso aumenta o risco de doenças cardiovasculares e diabetes.
  • Estagnação do desenvolvimento psicossocial: crianças que não fazem atividades físicas são menos autoconfiantes. Além disso, possuem menos habilidades sociais e, em geral, apresentam um pior desempenho académico.
  • Desenvolvimento de comportamentos viciantes: as novas tecnologias têm um efeito viciante, especialmente em mentes imaturas, como as das crianças. Isso limita seu desenvolvimento psicológico normal e pode levar a outros problemas de personalidade e comportamento.

Para ter em conta

Não é exagero dizer que o sedentarismo infantil pode arruinar completamente a vida de uma pessoa. Se as habilidades físicas e intelectuais não forem desenvolvidas de acordo com um crescimento normal, uma vida com limitações importantes estará sendo construída. Se os problemas de sobrepeso ou obesidade também aparecerem, existe um sério risco de doenças crónicas.

É essencial que os adultos ofereçam às crianças oportunidades de fazer atividade física. Nesse sentido, pais, professores e cuidadores desempenham um papel fundamental. O sedentarismo é combatido com mudanças no estilo de vida.

Por fim, as crianças se sentem naturalmente inclinadas a fazer atividades físicas, e os primeiros anos são cruciais para isso. Os adultos precisam se comprometer a apoiar as crianças em seu desejo de explorar o mundo se movimentando, brincando com outras crianças e entrando em contato com a natureza.

Partilha com as tuas amigas:

Comentários: