Resolve os problemas das axilas, joelhos e cotovelos escuros! Com esta receita simples vais obter um resultado fantástico!

Muitas pessoas enfrentam o problema de ter axilas, joelhos ou cotovelos escuros.

Essas pessoas, na sua maioria, ficam com a auto-estima em baixo e desenvolvem certos comportamentos característicos de quem tem algo a esconder, como evitar levantar as mãos e andar com roupas que cobrem os joelhos.

As causas para o escurecimento das axilas são variadas.

A pele ao redor dos cotovelos e joelhos é geralmente mais grossa e mais seca, já que nela existem poucas glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de gordura/oleosidade.

Por isso, se não cuidares da pele dessas partes do corpo, ela terminará ficando muito mais escura do que a de outras partes do teu corpo.

A seguir apresenta-mos os melhores remédios naturais para o escurecimento da pele.

brac%cc%a7o

1. Batata ou pepino

  • Corta uma fatia fina de batata e esfrega-a nas tuas axilas.

  • Também podes amassar a batata e coloca o sumo sobre as manchas escuras.

  • Deixa secar por 15-20 minutos e depois lava com água morna.

  • Aconselha-se a fazer duas vezes diariamente.

  • Em vez de batata, podes usar pepino.

2. Limão

  • Esfrega um pedaço de limão na tua pele durante alguns minutos.

  • Deixa agir por 10 minutos e depois lava muito bem para que não fique nenhum resíduo da fruta.

  • Usa um hidratante depois na região em que houve aplicação de limão.

  • Faz este tratamento sempre à noite e evita a exposição ao sol no dia seguinte.

3. Bicarbonato de sódio

  • Combina água e bicarbonato de sódio, em partes iguais, a fim de fazer uma pasta.

  • Aplica depois essa pasta nas tuas axilas, espera até secar e depois lava para removê-la.

  • Repete este método de 3 a 5 vezes por semana.

4. Vinagre

  • Mistura farinha de trigo e vinagre para obter uma pasta grossa.

  • Usa durante o banho e deixa a pasta secar de 10 a 15 minutos.

  • Lava-a com água morna.

  • Faz este tratamento três vezes por semana.

Partilha com as tuas amigas:

Comentários: